lg-Circular-consultória-em-movimento.png

Circular

Em movimento cuidamos e somos cuidados.

Por meio de trocas nos construímos em relação.

Circular é um convite para uma relação de cuidado,

Que se dá em muitos contextos e lugares.

Portanto é um consultório andante,

Que ocupa uma sala em um prédio, um site na web, a sala da sua casa,

Ou outros lugares possíveis.

Nosso consultório está de portas e braços abertos

E te convida a um movimento

em direção ao que te faz sentir bem consigo e com o mundo.

Vamos Circular?

 

Quem somos?

BÁRBARA COIMBRA PORTO
Médica de Família e Comunidade
CRM SP 188403 / RQE 91298

GABRIEL NOBRE DE ANDRADE
Médico de Família e Comunidade
Psicoterapeuta Transpessoal
CRM SP 222411 / RQE 92714

Oi! Meu nome é Bárbara. Cresci entre Goiás e Minas, de onde vem minha família. Quem conhece a região pode imaginar como eu gosto de um bom causo e um cafézim. Me formei em medicina na Universidade Federal de Ciências da Saúde de Porto Alegre, no Rio Grande do Sul. Trabalhei com uma equipe de Saúde da Família em São Paulo, que foi quando realmente me tornei médica. Aí fui fazer residência em Medicina de Família e Comunidade na Universidade Federal da Paraíba, em João Pessoa. Hoje me dedico à Circular e à Atenção Básica do SUS, mas também a livros, yoga, trilhas, cachoeiras e mar. Acredito que saúde se faz para muito além do consultório, e sou particularmente interessada em feminismos e sustentabilidade.

Olá, meu nome é Gabriel Andrade. Sou médico de família e comunidade, psicoterapeuta transpessoal, músico, poeta e tenho interesse nas interseções entre arte, saúde e cultura. Acredito que saúde é ter meios de expressar todo nosso potencial de ser e que deve ser um direito de todos. E acho que um bom médico é aquele que transforma em prática os versos do poeta Ray Lima:

"Desde o tempo em que eu nasci

Logo aprendi algo assim

Cuidar do outro é cuidar de mim

Cuidar de mim é cuidar do mundo

Cuidar do outro é cuidar de mim"

 

Sobre

A Circular é um sonho sonhado junto todo dia.
Esse sonho nasce de alguns pesadelos, que vivenciamos tanto como médicos como enquanto pacientes.
Pesadelos nos quais nos vimos comprimindo pessoas em uma agenda super lotada ou sendo comprimidos na agenda de outra pessoa. 
Às vezes ficava a dúvida de quem estava precisando mais de cuidado:
O médico ou o paciente? 
De tanto viver esse dilema, começamos a entender que não é sustentável cuidar enquanto estamos adoecidos, ou em outras palavras, dar o que não se tem. 
E que cuidar adoecido gera mais adoecimento.
A Circular é o meio pelo qual decidimos sonhar outras relações de cuidado, respeitando o tempo de cada um. 
Tanto daqueles que cuidamos, quanto do nosso, como cuidadores.

Os pilares que nos sustentam e movimentam

Construímos nosso consultório sustentado pela visão do mundo que estamos construindo. 
A nós não basta ir para o trabalho, fazer uma tarefa mecânica e voltar para casa com dinheiro no bolso.
Nos importa que o nosso fazer mude o mundo.
O mundo que começa onde nossos pés pisam
E se estende a tudo e todos aqueles com os quais estamos nos relacionamos
Inclusive com você, que nos lê agora.
Por isso em cada momento do nosso fazer 
Estes são os pilares que nos sustentam e movimentam:

INTEGRALIDADE

Compreendemos que a queixa de saúde é um resultado da dinâmica da realidade na qual a pessoa está inserida. É comum observamos situações em que o sintoma da pessoa seja só a ponta do iceberg (ou a gota d’água). E que existam problemas mais complexos, que podem envolver os hábitos, a relação com a família, problemas no trabalho, ou mesmo um sofrimento mental muito grande. Nosso olhar busca ver a parte e ao mesmo tempo tentar compreender a pessoa de quem cuidamos em sua totalidade. 

HORIZONTALIDADE

Compreendemos que as diferenças de vivências e conhecimentos entre médica e pessoa cuidada potencializam o encontro terapêutico. Cada uma contribui com o entende melhor para a construção conjunta de alternativas para o enfrentamento do problema de saúde abordado.

CONSTRUÇÃO DE REDES

Sabemos que uma boa relação com a comunidade é um recurso riquíssimo na construção de resiliência. Pertencer a uma comunidade, encontrar a nossa turma, nos possibilita aprofundar vínculos de afeto, de cuidado, e consequentemente, de saúde.

AUTONOMIA

Nosso consultório é lugar de escuta e acolhimento. Como cuidadores, acreditamos no potencial de cada pessoa. Nossa função como médicos não é dizer o que o outro deve fazer, mas ajudá-lo a encontrar em si o que é o seu melhor, no seu tempo, no seu processo atual. Oferecendo ferramentas, técnicas, conhecimento e uma boa escuta, no intuito de facilitar a melhoria da saúde de cada um, segundo suas próprias concepções.

SUSTENTABILIDADE

Acreditamos que toda relação para ser saudável deve ser sustentável. Isso se aplica para a nossa relação com o meio ambiente, para as nossas relações interpessoais e com o meio em que estamos inseridos. Se doamos muito de nós, mas não recebemos o suficiente (afeto, tempo, energia, dinheiro) não demorará muito até que essa relação se esgote. Vemos isso cada vez mais na nossa relação com o planeta, que adoece. Mas também na nossa relação com nosso corpo, com as nossas instituições.